Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2010

O GRANDE horoscopo do GRANDE bidente Peidini... para 2011!

Saluton caros leitores,

Este post dedica-se única e simplesmente à transcrição das sábias palavras do grande e poderoso bidente Peidini. Ora, como o nome indica, este senhor caracterizado por apenas conter 2 dentes na boca e virar as cartas de tarot com a ajuda das suas majestosas flatulências, convocou-me esta manhã para me transmitir verbalmente as suas previsões para o ano que se aproxima. Eu trato apenas de as colocar aqui de formas a que todos os leitores possam aceder à sua sorte.

Quanto ao Ano de 2011

"O Ano de 2011 vai ser um ano repleto de coisas boas e más, intercalando-se entre elas e eventualmente poderão ser seguidas.Trata-se do duomilésimo décimo primeiro ano do calendário Juliano o que pelas estrelas quer dizer que este extraordinário ano vai ter 365 dias, 52 semanas, 12 meses e 1 ano por ele próprio. Cada dia terá aproximadamente 24 horas e cada hora terá 60 minutos e curiosamente, por confluência dos astros da trigésima segunda quadra estelar, que fica lá para os …

Merlin Cristas e Zappy Nu Ia!

Merlin é um mago conhecido do reino do Rei Artur... um gajo que tinha como hobby tirar espadas de rochas. Simplesmente fantástico!
Merlin descobriu que 25 de Dezembro era uma óptima data para usar gel ultra espesso.
Merlin desde esse dia foi apelidado de Merlin Cristas.

Zappy era amigo de Merlin.
Zappy achou que, uma semana após o dia em que Merlin passou a Merlin Cristas, deveria andar nu na rua.
Para sua grande vergonha, Zappy foi apanhado de surpresa no meio de uma manifestação da CGTP.
Zappy desde esse dia foi apelidado de Zappy Nu Ia.

Isto, associado ao facto dos chulos da TMN cobrarem mensagens, aumentarem tarifários, etc, nada tem a ver com o Natal. O Natal em si, é uma festa meramente religiosa em que todos gastamos religiosamente as nossas religiosamente guardadas economias a comprar especificamente aquelas prendas que ninguém quer.

Estou teso, sem dinheiro no telemóvel e não tenho paciência para andar a ligar para todos a desejar isto ou aquilo. Quem me conhece sabe que dese…

Não há duas sem três...

Pois, só para não deixar as outras duas descalças, fica uma duvida no ar:

Quanto alguém tem uma epifania, levando a uma grande descoberta, texto, musica, etc. e dado que a coisa se dá a partir do cérebro (dentro) e é executada no exterior do nosso corpo (fora), porque é que a chamamos a isso inspiração? Não é contraditório? No fundo, um iluminado não deveria ter expiração?

Vá-se lá entender isto...

Cid(erado)

"Oh para o maluco a escrever dois posts seguidos hein? Está maluco o gajo... deve ter a tripa ligada ao cérebro para escrever tanta merda..." - Frase transcrita do cérebro de um dos leitores deste blog.

O José Cid canta: "Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti...". Ora, vamos lá analisar esta frase para tentar compreender o que o homem quer dizer.
 - Do ponto de vista de "fofinhês", é q.b. de fofinho: "Ah os macaquinhos gostam de bananinhas tal com euzinho gosto de tizinho." A ideia está bem esgalhada, parabéns sô Zé Cid.

 - Do ponto de vista da interpretação do português: "Temos de pensar no estado de espírito do compositor desta letra. Denota-se uma acentuada tendência para a macacada...". Você saiu-me cá um malandro!

 - Do ponto de vista alimentar, entra-se com o pé, a perna, o joelho e (vá lá) o resto do corpo na poça... Eu explico: Ora, o género Macaca gosta de bananas, é certo, mas também gosta de outros frutos, vegetais, i…

Tobias, or not Tobias?

Este post poderia ser dedicado a um rapaz acabado de nascer. Esse tal rapaz dessa suposta dedicatória poderia estar nos braços de sua carinhosa mãe. Essa dita mãe, do tal rapaz, dessa dedicatória poderia estar com uma séria duvida sobre o nome do rapaz... daí: "Tobias or not Tobias?" Diga-se que nessa dedicatória, tanto a senhora como o rapaz bebé são oriundos de um país que tem como língua materna o inglês. Note-se que o pai da criança pode até ser austro-hungaro, greco-shnif ou mesmo nalgo-asiático, dado que no contexto da dedicatória supra citada essa personagem masculina nada tem a ver com a história.

Agora falando de coisas mais sérias... e dado que estamos na época do solstício de Inverno, tenho uma confissão a fazer: Eu não gostava mesmo nada de ser uma unha! Não que não dê valor ao seu empenho e vigor, ao seu determinado crescimento para cumprir tantos objectivos... mas não curtia mesmo nada. Está certo que há por aí muita unha empinocada, e diga-se de passagem que a…

Já Badjurans Bélele dizia...

...que chachorros é uma coisa boa e cheia de nutrientes para tu cresceres forte e espadaudo. Aliás, lembro-me desta personagem imaginária citar várias vezes no seu diário de campanha militar (coisa que aconteceu em mil, três e setenta e dois) o seguinte: "Coiso". Creio que não seja necessário evocar mais este nobre batalhador de coisa nenhuma.

Quanto aos chachorros, fica-me apenas uma duvida: Será que tem este nome  provém da vincada sopa de massa que caracterizava Badjurans? Ou será que chachorros são chachorros porque são feitos com chalchichas de chácha?

Isto atormenta-me seriamente! Isso e tudo estar tão lindo e belo e fofo para o Natal. Tremo de pensar que algures lá em cima está um velho com longas barbas brancas, vestes acinzentadas velhas... um tipo chamado São Nicolau, a olhar para piroseira toda e a pensar: - "Raios, primeiro foram os americanos da Coca-cola a vestirem-me roupas foleiras, depois foram os chineses a empinocar as árvores todas com luzinhas prod…