Avançar para o conteúdo principal

Ministérius Clubs

Caros leitores,

Finalmente tive a coragem de avançar com um projecto que realmente promete dar os seus frutos. Depois de avaliar bem o mercado de trabalho e ter verificado que estamos todos na merda, decidi avançar com a reabilitação de vários espaços públicos em que poucos entraram e os que lá tiveram sempre se divertiram à grande. Para além do mais, a recente destruição de um dos mais emblemáticos pontos de encontro cultural, o Hot Club, levou-me a ponderar a construção de vários pontos na Grande Lisboa, onde se poderá trazer mais cultura e diversão a uma maior quantidade de gente. Assim, pretendo apenas adquirir algumas casas que me parecem devolutas, e transforma-las naquilo que realmente faz falta: Pontos de diversão para este país sem graça.

Os ministérios nacionais.

Sinceramente, acho que são espaços que mereciam uma reabilitação total, de forma a criarem-se as condições para, tal como os ministros, o povo em geral poder curtir um bocadinho.

O Ministério da Justiça localiza-se perto do Terreiro do Paço, que com as suas obras de requalificação, permite um maior fluxo de clientes... Ficaria o "Caecus Iustitia". Que melhor local para uma pessoa curtir à noite? Não sejamos cegos, sejamos justos!

Curiosamente, o Ministério das Finanças fica lá perto também, o que em termos de cartões de consumo fica bem mais barato. A entrada num dos Clubs da baixa dá direito a umas cervejolas no outro. Boa ideia, não? Pode-se ir ao "Argentum Nullus", sair com um carimbo do IRS no pulso e entrar no Caecus sem pagar coima... perdão... nova entrada.

O Ministério da Educação está ao pé do Campo Pequeno. Por acaso tem-se lá visto com cada tourada... enfim. Trata-se de uma zona privilegiada, agora com bons estacionamentos, o que me faz ponderar o nome "Bovis Eruditus" como o mais acertado. Se os touros fossem cultos, davam a banhada aos toureiros... mas movem-se a testosterona em vez de livros e lamentavelmente não são só eles (conheço umas quantas pessoas assim!).

Já o Ministério da Cultura, fica na Ajuda, bem perto do local onde anualmente se reúnem milhares de pessoas para dar uns pulinhos nos festivais. Agora, poderão desfrutar desses mesmos pulinhos no "Auxilium Humanitas". Estou certo que se fariam maravilhas naquele espaço! Ai se faziam!

Creio que já se ficou com uma ideia...

Resta-me a "Domus Insolitus", mas a residência oficial do primeiro ministro fica um pouco longe do bairro alto. Que pena... tenho de comprar uma empresa de transportes para fazer a transfega!

Preparem-se para o Novus Annus... sem ideias porcas nessa cabeça.

Cumprimentos,

Shuri Khata

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ide e Multiplicai-vos!

Boas tardes caros leitores, leitoras, vislumbradores e afins deste blog.

Como podem reparar, convidei o Richard para apresentar alguns dos seus disparates neste blog. Depois de uma colocação inapropriada do texto "Strange Life of John" no TheLittleBox, decidi propor-lhe um lugar para poder disparatar livremente, mas com censura. Hehe. Espero que ele esteja à altura de merecer a presença neste meu pequeno espaço.

Não hesitem de comentar as nossas postagens. Creio que ambos temos muito para aprender.

Com os melhores cumprimentos,

Shuri Kata

Melgas

As melgas são um bicho parvo, malazado a voar, aproveitador e claramente sobredotados para o que não devem... Deviam, portanto, claramente falecer! Lamento a quebra de opções alimentares dos achigãs, mas vocês não têm de se encher de repelentes!

WTF? - Definição de politicamente correto

Caríssimos leitores,
Por certo que o tempo tem sido pouco e, claramente, a dedicação tem sido algo a rasar o insignificante... para não dizer nenhuma... mas as mundifiquilidades da vida assim obrigaram. Chega de lamurias à velhinho e vamos ao tema do dia:
Afinal, o que é ser politicamente correto?
Em conversa com Confúcio, Spétalus teve também esta dúvida, e o grande sábio assim falou:
- Caro Spétalus, e eventualmente Cómlius, vamos imaginar o seguinte cenário - No grande império da China existem minorias... parte dessas minorias não trabalha nem paga impostos...  parte dessas minorias recebe apoio do imperador para poder sobreviver, devido à questão anterior... parte dessas minorias dedica-se a levar emprestado os bens de outrem... parte dessas minorias tem milhões de yens guardados no banco... - Mas isso não faz sentido sábio Confúcio! - Exclama Spétalus. - Então eles não contribuem para o estado que os sustenta e ainda amealham por fora? Isso não é justo para os outros que nada tê…