Avançar para o conteúdo principal

Sismam que Sim.

Acho piada ao alarmismo de certas e determinadas pessoas...

O sismo foi no raio que o parta, eu não senti um cacete e estou mais ou menos perto da zona de fractura (olhem só para este dramatismo) nomeadamente no Alentejo.
Agora vêm pessoas do outro canto do país a dizer que sentiram o tremor? - "Abanou tudo e os cristais estavam a tilintar e tudo e tudo..." Querem uma dica? Calem-se que o que sentiram foi gases! Qualquer dia temos epicentro na lua e aposto que essas mesmas pessoas vão dizer algo como: -"Cruzes credo canhoto! Até as mamocas me estavam a abanar... e olhe que sou gajo!"

Ganhem tino na carola pá... protagonismo todos querem.

Agora um tema recorrente: A maledeta (verdadeiro italiano de Antuérpia) crise.

Sempre que passo por vendedores de castanhas, lá vejo aquelas caras de insatisfação, numa tristeza profunda a vender as "quentes e boas" (tinha uma piada que envolvia a Playboy, mas vou-me abster). Digamos que é um negócio injusto, em que se compra uma saca de castanhas por 10€ e ao fim dos primeiros 4 clientes já se tem lucro, mas é a crise pá! Lembro-me de comer uma dúzia de castanhas por 100$. Grandes tempos. Agora arrotamos 2,5€ por causa das tosses, quando não é mais. Aposto que num futuro próximo, tal como para o tabaco, vão colar autocolantes na folha dos jornais, vulgos cartuchos, com frases celebres: "Comer castanha provoca enegrecimento das unhas." "A castanha é quente e boa, mas você é feia/o que nem uma vaca/boi!" "Uma castanha por dia, nem gases lhe fazia." "Comer castanhas provoca alucinações e maior sensibilidade sismica!"

Tudo tem explicação... temos é de procurar no fundo do âmago.

Ou não.

Shuri Kata

PS.: A Playboy também as vende quentes e boas!
PS2.: A expressão "Ah que belas castanhas!" vai ser um sucesso entre a comunidade trolha deste país.

Comentários

Ninja disse…
Eu na Lisboneralâdia sentinhei buédesdo sismo. A sério. Mesmo.

Mensagens populares deste blogue

Ide e Multiplicai-vos!

Boas tardes caros leitores, leitoras, vislumbradores e afins deste blog.

Como podem reparar, convidei o Richard para apresentar alguns dos seus disparates neste blog. Depois de uma colocação inapropriada do texto "Strange Life of John" no TheLittleBox, decidi propor-lhe um lugar para poder disparatar livremente, mas com censura. Hehe. Espero que ele esteja à altura de merecer a presença neste meu pequeno espaço.

Não hesitem de comentar as nossas postagens. Creio que ambos temos muito para aprender.

Com os melhores cumprimentos,

Shuri Kata

Melgas

As melgas são um bicho parvo, malazado a voar, aproveitador e claramente sobredotados para o que não devem... Deviam, portanto, claramente falecer! Lamento a quebra de opções alimentares dos achigãs, mas vocês não têm de se encher de repelentes!

WTF? - Definição de politicamente correto

Caríssimos leitores,
Por certo que o tempo tem sido pouco e, claramente, a dedicação tem sido algo a rasar o insignificante... para não dizer nenhuma... mas as mundifiquilidades da vida assim obrigaram. Chega de lamurias à velhinho e vamos ao tema do dia:
Afinal, o que é ser politicamente correto?
Em conversa com Confúcio, Spétalus teve também esta dúvida, e o grande sábio assim falou:
- Caro Spétalus, e eventualmente Cómlius, vamos imaginar o seguinte cenário - No grande império da China existem minorias... parte dessas minorias não trabalha nem paga impostos...  parte dessas minorias recebe apoio do imperador para poder sobreviver, devido à questão anterior... parte dessas minorias dedica-se a levar emprestado os bens de outrem... parte dessas minorias tem milhões de yens guardados no banco... - Mas isso não faz sentido sábio Confúcio! - Exclama Spétalus. - Então eles não contribuem para o estado que os sustenta e ainda amealham por fora? Isso não é justo para os outros que nada tê…